Cinco dicas para os iniciantes em e-commerce

dicas de e-commerce

Então você tomou coragem e decidiu investir em um negócio de e-commerce próprio. Parabéns! É uma escolha que demanda ponderar riscos, investimentos e possibilidades, mas é um passo adiante na conquista de sua independência financeira. Além disso, ainda há o prazer de ser seu próprio chefe.

Para ajudar você nessa empreitada, selecionamos cinco ações que podem ajudar a facilitar os negócios. São aspectos que demandam atenção e que, quando atendidos, ajudam a fazer com que vender seja um processo natural. Pode ser que a sua equipe seja pequena, ou que você esteja agindo sozinho, por enquanto. Essa é mais uma razão para garantir que sua loja online trabalhe com você, e não contra você.

planejamento do seu e-commerce

1) Planeje

Embora isso possa parecer evidente em um primeiro momento, muitos negócios de e-commerce não dedicaram o tempo necessário para planejar ações e estratégias. Desenvolver um site atraente, expor os seus produtos e esperar que as vendas aconteçam como por milagre não é uma fórmula de sucesso. Cabe a você definir ainda quem é o seu público, em quais canais ele pode ser mais facilmente alcançado e como você pode fazer para atraí-lo para o seu site a fim de que conheça a sua empresa e o seu produto.

design do e-commerce

2) Invista em design

O design de seu site é muito mais do que uma página. Ele fala sobre a sua empresa e sobre os seus produtos. Por isso, é importante que você invista em elementos atraentes, que despertem a melhor primeira impressão possível. Esqueça tentações como copiar fotos e descrições de outro site. Imprima sua marca pessoal em cada detalhe da página, deixando os visitantes com a ideia de que tudo em seu site é único.

Páginas com design mal elaborado ou funções pouco claras costumam afastar compradores. As pessoas costumam investir naquilo que parece mais trabalhado e profissional. Mostre a elas que dedicou tempo suficiente para a página.

políticas de devolução de produtos

3) Crie políticas claras de devolução ou troca de produtos

Mais do que nunca, os compradores gostam de saber que seus direitos como consumidores serão respeitados. Estabeleça políticas de privacidade, troca e devolução de produtos que tenham a capacidade de fazer com que os usuários se sintam seguros para adquirir os produtos. Isso também contribui para fortalecer uma imagem de empresa que valoriza a satisfação do cliente.

marketing para seu e-commerce

4) Seja criterioso com o marketing para o seu e-commerce

Antes de ser um vendedor, você também é um comprador. Uma boa dica na hora de definir estratégias de marketing é prestar atenção no que funciona e no que não funciona com você. Lembre-se também de pontos que considera negativos e positivos na estratégia de concorrentes, por exemplo. Na era da informação e do compartilhamento, algumas estratégias do passado já não conquistam o resultado esperado.

Digamos que você seja autor de e-books, por exemplo. A grande maioria dos autores novos costuma achar que a divulgação indiscriminada de seu trabalho em grupos que nem se relacionam de forma direta com o assunto é uma boa estratégia de marketing. Se você perguntar para eles se a expectativa de vendas se converte em resultados, a resposta provavelmente será negativa.

promoções

5) Aposte em promoções

É comum que os clientes que chegam a sua página queiram comprar um ou mais produtos em quantidades maiores. Os consumidores gostam de ter a vantagem da economia. Por isso, pode ser uma boa ideia oferecer descontos progressivos de acordo com o número de unidades vendidas, ou oferecer frete grátis acima de um determinado valor.

Outras vantagens possíveis incluem brindes ou fretes gratuitos para determinadas localidades. Essa é uma fórmula que pode incentivar o cliente a consumir mais em seu site.

http://blogempresa.com.br/
 

Comentários fechados.